Notícias

Postado em: 24/08/2015 - 15:06

Por Renata Pimentel

No dia 05 de agosto de 2015, foi realizado o Seminário “Redução de Danos: Saúde, Justiça e Direitos Humanos” pelo CAPSad Gregório de Matos e pela Aliança de Redução de Danos Fátima Cavalcanti. Segundo Dr. Leandro Dominguez, Coordenador Geral do CAPSad Gregório de Matos, o objetivo do seminário foi promover uma “discussão sobre como a questão jurídica e os direitos das pessoas que usam drogas são centrais para a redução de danos”, visando difundir mais essa discussão na sociedade e provocar reflexões. O evento contou com a presença da juíza Maria Lúcia Karam, que realizou conferência sobre o tema “Drogas: legalizar para respeitar os Direitos Humanos”. Ela afirmou que a legalização e a regulamentação das drogas são uma necessidade urgente, apontando os danos causados pelo proibicionismo e o evidente fracasso da guerra às drogas. Para ela, “a guerra mata muito mais do que as drogas” e a proibição produz danos muito mais graves, como, por exemplo, a violência. Segundo a juíza, não se vê, por exemplo, pessoas armadas trocando tiros em fábricas de cerveja. Assim, a diferença em relação ao comércio da cocaína, dentre as demais drogas ilegais, está na proibição. Ademais, não é possível regular ou controlar o que é ilegal. Karam sinalizou também que a proibição não resultou em uma diminuição do consumo – a única droga que teve diminuição do seu consumo, no Brasil, foi o tabaco -, não parecendo ser uma atitude inteligente insistir em uma política falida.  No entanto, concluiu que a legalização não acabará com os problemas relacionados ao uso e abuso de substâncias psicoativas, mas aos relacionados à proibição. Afinal, “não são leis que resolvem os problemas sociais. O que resolve os problemas sociais são políticas públicas”, finalizou.

Postado em 06/08/2015 - 17:16

Na última quinta-feira, dia 30 de julho de 2015, foi inaugurado pela prefeitura de Camaçari o primeiro Centro de Atenção Psicossocial especializado em álcool e outras drogas do município, denominado CAPS AD Camaçari.

Postado em 05/08/2015 - 16:52

O Projeto Corra pro Abraço, há dois anos, realiza trabalhos de arte educação voltados para a população em situação de vulnerabilidade social buscando reafirmar direitos e dar acesso a serviços públicos indispensáveis.

Postado em 28/07/2015 - 16:27

No dia 25 de julho de 2015, o Centro de Estudos e Terapia do Abuso de Drogas (CETAD/UFBA) comemorou três décadas de existência.

Postado em 27/07/2015 - 15:20

No último domingo, dia 25 de julho de 2015, o Consultório de Rua do CETAD/UFBA foi noticiado no Fantástico. Este dispositivo foi criado a partir da experiência do professor Dr. Antonio Nery Filho  com crianças em situação de rua na Praça da Piedade. O projeto consiste numa atenção multidisciplinar à saúde de crianças e jovens usuários de álcool e outras drogas em situação de rua.

Postado em 18/03/2015 - 16:17

Foi sancionada na terça-feira (17) pela presidente Dilma Rousseff a criminalização da venda de bebidas alcoólicas a menores de idade. De acordo com a Lei 13.106/2015, quem praticar essa conduta ficará sujeito a pena de detenção de dois a quatro anos, mais multa. Além disso, os estabelecimentos que descumprirem a proibição poderão sofrer multa de R$ 3 mil a R$ 10 mil, com interdição do local até o pagamento.

Postado em 10/03/2015 - 15:52

Após 9 meses de trabalho, foi lançada na semana passada na Play Store, a primeira versão do 420 APP, primeiro aplicativo em língua portuguesa voltado aos usuários de drogas. A ferramenta é dedicada à cultura canábica e políticas de drogas, onde contém dados históricos científicos, além de uma espaço exclusivo para interação.